Follow by Email

segunda-feira, 5 de março de 2012

.:: DESAFIOS E MUDANÇAS ::.

"De todas as lutas e mágoas que enfrentamos na vida, sempre nos será mais fácil falar das que já vencemos de há muito, cujas lições já aprendemos e nos reconhecemos melhorados, do que relatar fatos recentes, quando as emoções ainda permanecem a descompassar nossos corações carentes de aprendizagem e de mais equilíbrio" (Lucius, 27 de outubro de 1983, S.P).


Bom dia, nobres amigos! Céu claro, sem nuvens, e um calor de “fritar o cérebro”! Estou perto de algumas árvores, em busca de um lugar mais fresco.

Na nossa vida, sempre buscamos estar confortáveis, não é mesmo?! O desafio é alcançar a serenidade, mesmo diante dos “tsunamis”.

Não sei se é fase, mas algumas amigas estão enfrentando situações similares às minhas. Nessa hora, nos perguntamos: “Por que comigo?”

Penso que a pergunta mais sensata seria: “Por que não comigo?”

Afinal, estamos no planeta terra, vivendo! Estamos sujeitos às boas surpresas, às decepções, amores e desafetos, à alegres caminhadas e, principalmente à quedas. Aliás, só tem como cair quem está de pé.

Ainda tem gente que vira pra mim e pergunta: “[...] você está sorrindo mesmo com tudo isso?”. Sem contar aqueles que sempre nos julgam, afirmando que “tem algo estranho”, por ser feliz face aos problemas.

Amigos, se eu fosse deixar de comemorar a vida a cada instante, porque existe algum problema, viveria abatida.

Falta de dinheiro é uma realidade enfrentada pela maioria da população, assim como a fome e a miséria, pessoas estão se divorciando, noivados sendo rompidos, namoros destruídos, pessoas adoecem, outras tantas morrem, pais de filhos brigam para pagar o mínimo de pensão, ou até mesmo não pagar, e não sou exceção nas tristezas da vida.

Mas trabalhos surgem, as pessoas progridem, pessoas se apaixonam, se casam, ficam curadas, e existem bons pais na terra. Tantos são os belos acontecimentos vivenciados na terra, que enumerá-los aqui não daria.

Prefiro olhar para o que me dá esperança, do que dar atenção ao que tira minhas forças. Minha busca é por soluções, não por mais problemas.

Hoje meu post é um grito de fé, carinho, esperança, a todos os meus queridos que estão enfrentando alguma provação, e dizer que, por mais difícil que seja a caminhada, estar de bem com a vida é a única forma de tomar decisões plausíveis para sanar os óbices. Se não estiver bem, o coração angustiado, não é a hora de tomar nenhuma decisão.

E estamos todos juntos nessa: “uma mão lava a outra, e as duas batem palma nas vitórias, e se consolam, nas derrotas”.

A PAZ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário